Parto Humanizado Hospitalar

Renata Dourado

Acredito que uma real mudança na forma de nascer em nosso meio só é possível a partir da união de profissionais que acreditam genuinamente no protagonismo e força das mulheres.

Meu nome é Renata Dourado, sou médica obstetra, realizei minha graduação e residência pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP, e especialização em Medicina Fetal e mestrado pela Faculdade de Medicina –USP. 

Sempre gostei de histórias de partos. E como na minha família, a maioria das mulheres teve seus filhos por partos normais, em minha memória afetiva o nascimento ficou registrado como algo possível e natural. Nasci de parto normal e sou bisneta de parteira. 
Já no primeiro ano de faculdade, tive a oportunidade de acompanhar um parto normal e me encantei com a obstetrícia. 
Durante a residência médica, apesar do aperfeiçoamento técnico, muitas vezes me sentia desajustada por não me adaptar ao modelo obstétrico vigente e vislumbrar que a experiência do nascimento poderia ser diferente e mais acolhedora.

Sempre acreditei na fisiologia do parto normal, mas somente ao conhecer o movimento da humanização do parto é que encontrei um espaço para atuar da forma que acreditava. Foi como achar meu lugar no mundo. Pude então aplicar minha formação técnica para acompanhar nascimentos de forma respeitosa e acolhedora, com foco em condutas baseadas em evidências científicas e no protagonismo da mulher.

Tive 2 gestações e 2 partos: um parto normal hospitalar e um parto domiciliar. E minha experiência pessoal foi o maior catalisador de mudança na minha atuação como médica. Ao experimentar a maternidade, pude entender de forma mais ampla as ansiedades e expectativas da mulher, e ver de forma definitiva que o processo de gestação e parto é um evento da mulher e da família.

Nesta nova jornada profissional, me junto ao Coletivo Nascer, pois acredito que uma real mudança na forma de nascer em nosso meio só é possível a partir da união de profissionais que acreditam genuinamente no protagonismo e força das mulheres.

 

Fechar Menu
×
×

Carrinho