Parto Humanizado Hospitalar
Mortalidade Materna

Mortalidade Materna

Segundo reportagem sobre mortalidade materna, da Revista Crescer, hoje, no Brasil, o índice de mortalidade está em 64,5 óbitos para cada 100 mil nascidos vivos — número bem acima da meta firmada com Organização das Nações Unidas (ONU), que é de 30 óbitos para cada 100 mil nascido vivos até 2030, conforme os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

As causas mais comuns para a mortalidade materna são: 

Hipertensão (pré-eclâmpsia e eclâmpsia);

Hemorragias graves (principalmente após o parto);

Infecções (normalmente depois do parto);

Complicações no parto;

Abortos inseguros.

São complicações cujos riscos são maiores em partos realizados por cesáreas do que naturais.

É por isso que quando falamos que para reduzir a taxa de mortalidade materna é necessário diminuir as ocorrências de cesáreas injustificadas. 

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho