Parto Humanizado Hospitalar
O que é Parto Humanizado?

O que é Parto Humanizado?

O melhor sinônimo de parto humanizado é “parto com respeito”. Inclui portanto o uso das melhores evidências científicas, o respeito ao tempo e ritmo do corpo da mãe e do bebê, o uso criterioso de intervenções apenas quando necessário, e uma recepção amorosa ao recém nascido. Por isso um parto humanizado pode incluir métodos não farmacológicos de alívio da dor, métodos farmacológicos (analgesia peridural), uso de ocitocina em casos específicos ou até mesmo pode acabar numa cesariana necessária e bem indicada.
Alguns pontos básicos:
– Internação em franco trabalho de parto, se possível
– Repeito à privacidade
– Liberdade de alimentação durante o trabalho de parto
– Estímulo da participação do acompanhante de escolha e doula
– Evitar exames de toque
– Incentivo do uso de métodos não farmacológicos para alívio da dor incluindo banheira, bola, chuveiro, etc..
– A bolsa pode ficar rompida pelo menos 24 horas antes de pensar em indução, mas cada caso pode ser discutido com o casal
– Analgesia é uma opção da mulher
– Não realizar manobra de kristeller (empurrar a barriga).
– A taxa de episiotomia (corte do períneo na hora da saída do bebê) de todas as profissionais do Coletivo Nascer é menor que 1% ficando reservada a situações muito extraordinárias. – O parto em geral é em posição vertical. Liberdade total de posição
– Silêncio, luz baixa, respeito na hora do bebê nascer
– Contato pele a pele imediato, avaliação do pediatra no colo da mãe
– O corte do cordão é feito após parar de pulsar, se o bebê nascer bem
– Incentivo à amamentação na primeira hora de vida
Foto: Larissa Flosi, médica do Coletivo Nascer

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho